Música

sexta-feira, janeiro 01, 2016

A LONJANIA DA CERCANIA - ASSIM SENDO UMA MESMA GENTE UMA MESMA FORÇA QUE BEM UNE QUAL TAL UNIA ANTES DE SE "ESTRELAÇAREM" - ENTRELAÇANDO AS ESFERAS OS AMIGOS AS AMIZADES... @...ONDE... IND'@ BEM... CIRCULAMOS...



indo
sem saber be
aonde
além
assim bem trazendo uma chama d eum povoque segu@ sendo

um lugar degente pequena assim imensa tão grande!
qual av'barca que assim aqui e também da qual assim igual
somos 
parte


e quando ssimtrazendo uma força e uma loucura que o tempo qualchama jamais apura
asimq ual abraço dde com paixãoasim por ntre terras e mundos
IMENSOS 
assim
em 
col
i
ga
ção

assimquando
a barca parecia de partida sima hegada era abem dizer recebida´por netre gentes integras emterra inteir'@
pequenina terra verdadeira!
de gentehumilde simples sib'ncera a tal ponto que mais bem não se via bem a talárcore nem sua
2inimiga2
a tecnologia soçobrando
e a mais intimamaão de alegria também ali estando
animadas quando asim pri entre tantos asim se bem estabelecendo um aponte d eviver pornetre mares e marés  e erguendo aos céus pornetre os mai saltos outeiros lá snedo ora vivo sora secos e as arvores´mais assim
esguias ora quais as nossas dqui
asim verdes por netre as invernias
ali poor entre calores
abarsadores
asim um povo maubere
e bem sendo
assim 
vermelho 
por o ser 
e
quando assim chegando 
um pais inteiro
@
mais 
n@o
reconhecido

um povo que se reconhece
num pequeno gesto
despido
dess'@ 
pretensa
tensão
dar
doar
d'@
mão
de
quem doa
assim
sendo livre apenas assim doando e quando assim se encontra parecendo - despido - perdido e assim~
deriva na sua terra
@
pequenina
´
a
ess'@
 barca 
@
mais antiga


assim se bem reconhecendo por entre o brio do frio e d'entre 
Estio ao ventre
 jamais despido 
ora 
salgado 
assim ventre da terra sendo por sempre iluminado
 e 
entre quem assim 
a
bem 
dizer 
PRECAVER'@
assim 
sendo
qu@m 
avis
ara
e
também
quem 
ali
bem ficara


souber
@
reca
ver
@
e
cruz 
pequena
assim
içara
e a
outra dess'@ dança 
de
rodar 
em 
roda
assim e também
@
lacrar'@

@

'ind'@

exist'@

irmandade 


ess'@
sem rosto
que bem recebe quando bem sente
assim consente
sem ter abrigos
abrigos por entre amizades perfazendo
os mais velhos ora aos mais antigos e assim uma raiz de ser vivos
assim 
sente e mais não 
des
mente

chamada
fraterna

desde o tempo
assim quando assim nos encontramos e quando por ealém das vestes
transparentes nos atopamos e quando asim aisnão reconhecendo essa a força que bem se traz e ereluz erenasce~por a dentro sedo sem rosto sendo sem tempo sendo o um rosto asism - qul papel - velho - dobradod etantas tantas histórias que bem sendo - assim - tem evado e quantos e quantas de tez menos morenaa ssim avermelhada apena
assim 
bem
se 
encontrando 
com
quem se bem deixou alonjando assim ali e além ess'@ brio
ess'@ 
luz 
por 
entre
ess'
mais 

luzidi@

assim deixando por entr'@s locais
 menos tidos
por entre 
os
lugares 
menos ousados

por entre os povos que bem nos viram 
por ai também@ passar

em

assim qual um refugio e qual um voltar assim indo e regressando 
para trazer o que ali 
por bem também 
ness'@ 
vera cruz 
deixou
qual esteio erguido aos céus
assim abarcando qual um pão que de vida segue
corcovado assim se entregando e quando 

@sim...

entre uma esfera se coloquem
PÉS DESCALÇOS 
de saber amar
marinhas e marinheiros 
a
saber
vogar

advo
gar@m

ess'@
 força de um destino

um 
cantar 
mais
 não 
frio

pleno de vida desd'@cima ao mais bem profundo assim despertando uma força que nos conforte que bem conforme
assim 
sendo 
um'@ maneira 
de ser 
@
sim 
renascendo 
dess'@ 
mais
...."antig'@fonte"...

assim
 @
ess'@
 praia 
nunc'@

d'antes

navegara

nem @ vira
nem @ des
cre
ver'@
 nem 
encripta
 enterra
assim
@
l
g
@

ficara

assim qual uma sina qual um@ briosa semente por entre os ventos de bem ser ficando
por entre os que bem sabem soprar elevar
em 
palma
de 
mão em mão 
assim 
se 
traz la dando




estar
assim umas luzes vivas em olhares
silentes 
assim seres vivos mais não ausentes...



por entre o tempo
 - o colonial tempo -
a idade
 a mais terna 
@
mais plena
 a 
sim
@
 em 
"comum"
e
s
@
u
d
@
d
@'
idade


encontrando 
ao 
se 
ter
ao
se
der'@
 bem
abraços
dados

assim 
por 
entre 
mundo 
tempo

ora 
aos
continentes

 por entre os ecos de mapas novos abismos
profundos 
ora 
aos 
"céus
ora 
so 
bem
mais 
present'@s

 deixado 



naufragar num outro mundo um outro fado lado alado a se bem querer
con 
jugar

(em)

Sem comentários: