Música

sábado, junho 25, 2011

procurar



Quando te desencontras, é momento de reencontrar...

Os amigos (Verdadeiros), a família (que - quase sempre, está lá sempre); certos momentos da vida ajudam a procurar ainda mais o sentido das coisas: (as crises dos trinta, certos momentos limiar que nos obrigam a avaliar a vida, as pessoas e as coisas);

Depois, deparas-te com uma imagem na rua - uma criança - que te faz pensar quanto te integras nessa visão de partilha de vida para com alguém; vês um par na rua e pensas - quantas vezes estiveste nesse lugar e o deixaste passar e o quanto gostarias de estar lá novamente: a construír um projecto, uma forma de vida junto com alguém para além de ti mesmo;

No fundo - certas viragens - ajudam a pensar no rumo que a vida toma e o quanto poderia vir a mudar para benefício próprio e das pessoas em derredor; assim crescemos.

Nestes momentos - vale a pena acreditar - que ainda há caminho, que ainda há pessoas e momentos que valem a pena; que ainda não descobriste tudo de ti e há muito destrás do pano para que tragas ao de cima - se FORES HONEST@ contigo mesm@ e honesto com o outro - passo a passo, as coisas têm tendência a ficar melhor: mas necessitas sempre dessa ajuda - que é tão boa... daqueles que te querem bem, daquilo que queres bem e da tua força de vontade...

Não esqueças - passo a passo... sempre junto de outrém e sendo HONEST@

sábado, junho 04, 2011

Porquês...




Porque vivo? 

Pelos que amo, pelo que amo, pelos que me amam;

Se não me entrego ao que amo, se não encontro algo que ame para me entregar – 
não sou livre;

Livre quando vivo aquilo que sei verdade, verdade quando me deixo levar pelo amar…