Música

segunda-feira, julho 30, 2012

Sementes de vida e luz

Descobrir a esperança  num mundo labiríntico que manda para atrás ou para a frente consoante baixemos a guarda: aprender a dançar é muito mais simples do que parece - apenas necessitamos encontrar o BOM MESTRE que retire do coração a semente de vida e luz que germina em seu interior.

terça-feira, julho 24, 2012

O Milagre



Um dia uma mulher orou... com o ouro que o coração chorou... para que suas entranhas pudesse sarar;

Uma noite uma dança ocorreu... um toque aconteceu... uma luz nova se fez notar...

Uma vida se renovou... um novo ciclo iniciou... uma nova estação a começar...

Era primavera do sorrir - da vida - do sentir... todos juntos chorávamos por mais...

Havia luz no porvir - um sinal de ressurgir - por onde andas Portugal?

Depois tudo aconteceu - a luz esmoreceu... e de novo se fez luar...

Até que a esperança recomeçou - a nova vida desbordou: e a mulher criança se fez Mãe;

Assim - entre a luz e o luar - entre o dia que começa e a noite a terminar

Acontece uma nova história - na que a vida e a memória - voltam a começar;

quarta-feira, julho 18, 2012

A Luz Branca



Entre as luzes que despontam - há uma luz branca que nos faz sentir sós...
Por estar habituados ao abraço, à alegria... ao encontro sincero com quem nos reconhece para além de nós...

Como é tão complexo - ver o ser inverso - para além das tonalidades e da sua cor!
O espelho reflecte um reflexo que se parece ao sonho submerso de uma manhã fria na que vagamos para longe da viva voz...

Que nos diz - "és amado" - não importa!
Abre a tua porta - dá luz ao ceu estrelado - irradia ao mundo uma outra forma de viver sem nós...

E lentamente se desprendem as vaidades... se aproximam as verdades... e o que nos une se revela no simples sorriso de um momento: distraído - para tudo o que perturba essa dourada visão...

Estamos a caminho sem saber: parece estranho - e a vida vai revelando o seu viver....

terça-feira, julho 17, 2012

A Dor



Quando a vida pede um salto... e se não vê o lugar onde se vai pousar... vem o medo... vem a dúvida... vem a dor...

Sinais de um parto que se prevê lento e que dará ao mundo um outro sentido... uma outra cor...

Entre tantas voltas o rumo aponta ao coração - o coração da vida aparece esbatido - o do sonho parece que não...

terça-feira, julho 10, 2012

A Verdade do Silêncio



Grito que ecoa sem se ver

Hino profundo na concórdia de se reconhecer

No abraço dado sem pensar, numa mão que ampara outra no seu caminhar