Música

quarta-feira, abril 18, 2012

Círculos


Nas Noites de luar, nos círculos antergos, nas fragas, à luz da Lubre
Há seres que são da terra, que se movem nas brisas e nas brumas
Meigas que nos encantam com olhares de sortilégios mil
Gentes que se aprazem, por cultivar o campo e ser dele um fim
O que há no interior – é parte desta terra - porque terra somos nós…

Vogamos na imensidão dos tempos, para nos reentre laçar
Procuramos entre os recantos e momentos, um mundo encontrar
Somos vento que corre livre pelas veredas, espelhando os segredos que nos são contados
Somos pedras antergas, modelos de arte pela chuva estival
Somos lume, que dá lume às trevas…

Despertamos consciências para além dos confins do mar

Sem comentários: