Música

quinta-feira, abril 19, 2012

Bando de Asas à Solta


Quando as aguas da vida clamam, removendo-se em espirais… arrastando o ser para longe dos seus sonhos… dos seus ideais…

Abre as asas, deixa que a tua força inflame… pede ajuda aos teus ancestrais…

Companheiros de combate, companheiros da danças intemporais... estão lá para te guardar… para o teu ser elevar...

Para que saibas que não estás só, para que sintas que o teu ser ainda não deu o nó…. Que ainda há muito para dar e vivenciar…

Pega na tua arte, sonha o que amas, dá a mão – e vai!

O mundo espera a tua presença… és importante – lembra… és importante!

Sem comentários: