Música

domingo, setembro 20, 2015

ESP'R@NÇAS PROCLAMADAS NAS VISÕES DE CRIANÇAS FESTEJADAS... penas e plumas... ainda mais não escrev@m... nem descrev@m... as realidades tão puras...tão vivas e tão... singelas...

"inaudita" figura... em ti sendo - plantada - qual gérmen d@ vida - esperando - assim se compadecendo - assim eco de vida entoando... por entre ecos... de viver se erguendo...


 assim alimento e alimentando.... um de-redor de flores de Abril de Maios... plantados e de Marços mil - aguas! - assim reencontradas - nas sétimas linhas assim bem casadas nas mais extremas assim bem prendadas e nos lugares de "outeiral" - de agua de brio de rocha ao Estio -  mais não vergando - sendo sempre -  verdes e sempre de pureza @ bem rotando...


 assim festejadas... nos tempos.... de ponteiros de agulhas pregadas

 - cruzando os tempos e os lugares (por terem sido - pela própria - assim autorizad@s)

 - assim manténs - TU - OH SER! - os justos nos seus lugares e  lares - fogos mil acendendo- qual cristalinas sombras pela noite fria erguendo  quais "canduras" de viver quais as imagens de rubi nascente assim incandescente o vivenciar até que de azuis seja a flor - PRESENTE...




 - c@antares - até bem ser - em colina e bandeira - luzidia - esmorecendo - e luz verdadeira - assim vista desde a lonjania.. assim "jauria" sendo atraída pela luz mais primorosa e em de-redor assim se esbatiam
-as de capa escura... flor honrosa -  até que umas e outras... tantas e tantas flores.... se erguendo e dos céus... umas "chamas" -  verás - verazes assim e de novo..

vezes sem conta recaindo qual uma "nuvem iluminando a noite" -  cobrindo -  qual uma chuva d e Primavera... esbatendo o brio do Inverno -  que é Fero.... se deixando e voltando... ao lodo... ao buraco - ao profundo - do abismo de fim de mundo de onde fora... assim chamad@.... por seres que tem assim procurado... se bem investir... de poder... de gloria... de memoria... a par mais não "se deixar - morrer" -  por medo de o ser - morte e vida -  uma só sorte... e uma só sintonia... sabem bem as gentes... as vivas gente que trazem as gentes à vida...!



Sem comentários: