Música

sexta-feira, outubro 16, 2015

AS TRêS LÂMPADAS em flor beijada... mão de candura que o tempo descuida mão de calor que o tempo chama d'@mor

@! sim! são!.... 

quais três luzes... três l@mpadas.... bem sendo acesas.. assim a bem dizer se mantendo - coesas...quais asas leves assim... te elevando... quais momentos... que bem prezas... assim a mais... não pesando...


   @ss@s leves... e lesas....@!sim!..."feres @... treva! desse tal "pensar"... que bem pens@... qual'@ bem.... jamais @squeças...

poderão torcer imaginação e mundo e fazer do fio mais fundo o mais bem profundo... até de novo erguer... crendo.... @ss'@ vontade.... que @ fina @ verdade... es'@ luz... que renasce e segue viva sempre... qual @ flor.... que qual "sempre viva"...

um
@
... acend' ascende e se transforma...



 ....@ coragem... d@ ser... d@ renascer... desse @ novo... 
...dia... 

ess@
flor luzidia que renasce por dentro mundo afora seja de noite 
em ti renasce o dia
seja de dia em ti rensce a noite
quando as bem ves assim tab«mbém és
quando assim vais asim as levas e masi não cais
por serem vivas e fugazes
apesar de estarem
quais 
lonjanias
que nunca vias
bem sentias

assim se perfazem
em 
ti sendo 
qual 
um
unidade 

@!
sim
por 
ventura

a vês 
em 
d@

r

e
do
@r 

resplandecente 
assim 
se
transparece e se transforma 

assim 
transparente
ess@
@
verdade 
mais 
fina e pura 
flor 
que 
bem mais não se esqueç@


- @! sim - resplandece!



 qual
 prata 
qual 
rio


 azul
teu ser 
a
teus 
olhos 
assim 
@lhares

 quando 
bem

em derredor
quais os ares
que bem 
altos e sendo 
altivos 
mais
@
nascente!

qual frio
 d@ rio!

 @! nascente! 
@! despedida!


 sendo sempre presente
essa

@
flor 
d@
vida


asim em ti também
és
or @
ver
assim também
crês
quando 
@
sentes
assim se transparece
quando assim
assentes
asim se entretece
m
ti
fios de vida


 a 
verdade 
por
entre 
os 
fios da vida

Dess@ 
NOVA 

@
 VIVA 

chama
 que
bem 
pro
clama



@
HUMA
nai
DADE!





@
vês





 por @ntre

 tudo e todos 
flor vivente




nas 
estrelas

 assim
qual
@
flor

candente 
a

flor 
que é vista 
assim 
em
 ti 
investid@

@

mais 
nas 
mãos

dess@ 
tal

fiel 


 harpista 

nem estilo nem arte nem forma sendo vida que em ti assum@

... @ssim se confort@...
 e 
...conforma...

ganhando na forma em cada dia qual luz send@ palpitante em ti senda de vida sempre fixa por entre cores e sombras 
qual 
 destino errante... 
se 
assim 
segues


a estrela a vida assim sempre em ti send@
  se segues 
a tal - a vereda - 

qual o destino 
que leva 
av |l| da 
...se @ vida 
...nela se eleva...






nos 
céus qual
 a
ver
d
ade 
que 
v@s qual ess@
 Rosa 
@
mais pura



MAIS PLENA QUE PENSAR MAIS PURA QUE SONHAR
ASSIM QUAL AR SE SENTE E QUAL AGUA PUR@ EM NÓS SER VIVENTE A SAUDADE!
DESS@ 
TAL
...IDADE...




...por @ dentro...





Sem comentários: