Música

quarta-feira, janeiro 28, 2015

CAMINHO DOURADO ENTRE AMIG@S REENCONTRADO, RELEMBRADO, REVISTO... EM TODO O LADO UM OBJECTIVO BEM CONCRETO E IDEALIZADO



ALGURES
SEGUINDO UM CAMINHO MARCADO

TÃO TÊNUE
QUE POSSA SER ATRAVESSADO

TÃO CLARO

VISÍVEL DESDE TODO O LADO

ASSIM EM VIDA  E VERDADE
CANTADO

POR UMA INOCÊNCA SEM IDADE
ASSIM POR MUITOS
MUITAS 
CELEBRADO





Entre esses tais
os originais..


Kairos a Eidolon
AgApA ao Coração


E os dias mais gerais
Entre as vidas que tocas
E os momentos
Sentimentos que evocas
Existe uma linha
Uma fina linha dourada
Caminho e perspectiva
De quem caminha
E a mais não larga

Linha que não começa
Linha que não te amarga
Linha fina e delgada
Quão larga
Assim teu ser a avançar

Sem saber
Desde e para onde
A regressar

Dia a dia
Sem mais pensar

Entrega-se a este belo
Pleno
Direito caminhar

Direito de ser e de estar
Direito de querer descobrir
e seguir
a se descobrir

a essencia em nós
a nos comentar
a vida
o mundo
por dentro e por fora
a "bem" girar

Enquanto a humanidade sorrir
Assim
Devagar

Entre poema e algo que seja tema
de verdade
de vida
de celebrar

razões em coração a nos unir e congregar

conjugar verbos e ajudar
entre momentos soberbos
humildadesá apartilhar

são quais coplas antigas
quais palavras verdadeiras amigas
assim actos em constituição
assim ser e sentir de nação


De novo
Entre eruditos
Assim de novo "bem ditos"

E povo
Entre os portos mais prezados
Azuis e verdes e vermelhos
nem confundidos
nem enganados

orientados por estrela vERPER
por es+arança e vida e corageme amor entre amais fina  eterna aragem

povo que caminha em direcção aseu lugar
entre este tempo e oq ue ainda há a descobrir
e a celebrar

o que ainda há a fazer
 eo que ainda ha a reconhecer

tantas gentes
tatas vidas
tantos lugares
tantas pesppectivas
diferentes
semelhantes
assim
entre encontros
fascinantes
sustidos mantidos e guardados
parecidos aos encontros "d'antes"



Eis as terras e os encantos
que se desdobram
eis a vidas e os encontros
que nos convocam
éis a vidas assim assumidas que se recobram
eis as plenitudes
que assim já não choram
eis a s pessoas em vida
que não foram

embora

pudessem
ficaram

embora
quisessem

assim ajudaram

a recuperar
a reerguer
a consagrar
de novo
este digno
e belo
lugar


De recantos
Assim também dourados

de tempos assim bem celebrados


E gentes
Eloquentes
Que nos toquem
E nos alimentem

E sustentem

Esperanças de vidas
De vidas assim convergentes



Vidas mais do que materiais

São mundos
De oceanos e continentes

Assim
Não mais contingentes

Assim não mais sapientes


Do que mais ninguém

Iguais em essencia
alunos em consciencia

daquilo que sabemos
e queremos
a bem

são as pessoas
mais nobres e ousadas

áquelas que dão acto entre as palavras

são as que marcam este lugar

esta dimensão em bem dizer
"especial"

palavras em Particular
assumem-se
entre quem assim se assume

palavras de amor de vida e devoção

assim em vida nova
qual mesmo coração

assim uma mesma trova

qual mesma melodia
 ou
canção



São as gentes que encontras
Ao caminhar assim de aqui
Para esse tal lugar
são quais peregrinos amigos companheiros
alheios aos ventos às chuvas e aos mais salheiros
dias
e mundos
partilham belezas e dons
e são assim em bem dizer
"bons"



Existir
Caminho Dourado
para ir
de um ao outrolado
procurar
um mago
que nos ajude a voltar
e encontrar
um amigo
uma amiga
meigo destino
assim traçado
nesse tal
caminho "olvidado"

um quinto elemento 
discreto
sempre atento
 e
bem concreto
uma coragem de leão esquecida
uma mente assim desvalida
uma lata de trabalhos
transformada em cabo
e espada
que corta
e se agarra
e assim de novo
viva
nos acompanha

e alguém para unir quem
assim procura
a sua meta
e a sua vida
a mais pura

e entre todos um pequeno guardião
que acompanha
vida e obra e coração

(procuramos essa "cidade esmeralda"
que avista não vê
o coração sempre alcança
entre quem assim acompanhe
assim se possa ver em detalhe
uma tal força
uma tal completude
uma cidade que a todos acude)




Sem comentários: