Música

segunda-feira, setembro 17, 2012

Os Bardos das Idades

Porque te escondes?

Detrás dos finos véus da verdade vazia... que é a oca mentira transformada em enjeitada forma de falar... de olhar... de tocar?...

Porque te não mostras?

Tu que - desde sempre - saltaste com o teu ser à frente - pensavas que o pequeno e indiferente nunca te iria ver... sentir... reconhecer?...

Agora estás perdida - entre a vida plena prometida e a vida vazia da que partiste um dia...

Tudo é possível - ser de luz ou anjo de destrução - tudo é possível na chama vera do AMOR...

Ainda que ameacem a tua cabeça servir em bandeja de prata - simplesmente para os fazer sorrir...

Podes ter a certeza - que o nosso olhar - a força e coragem do coração da vida a inflamar.. o fogo da luz e da verdade te vai tocar... encontrar e libertar...

As sombras nada mais poderão do que fugir ou se inflamar... na força do que UNE E LIBERTA... aquilo que de nós emana quando evocamos a pura chama da vida MAIOR que em alta voz clama:

!SEDE LIVRES - SEDE VÓS!"

Invoca a VERDADE!

Regressarão os dias... os TEUS dias - nos que sorrias - convencida: do sentido deste mundo e da vida como o caminho a trilhar... passo a passo - devagar... para ir mais longe do queas medíocres vozes, matando ao de longe a tua sede de vida plena, a tua vontade de regressar...

Confia - pisa firme... vai seguindo a voz do teu puro coração a palpitar... nunca elas poderão o teu rasto assim encontrar!...

Por isso - vém!

Se te ameaçarem - vem!

Não deixes que os medos e as dúvidas lancem amarras no que nasceu para viver e congregar...e CONFIA!
A tua vida à minha vida - para que possamos aprender novamente a voar...

Estamos aqui, a desafiar o povo dos que prendeu a ilusão e aniquilou a luz da vida no nosso vivo olhar...

Estamos a provocar, os exércitos cinzentos, de seres tristes e velhos que se deixaram na prisão encaixotar!...

Mas - agora - Nós somos mais!...

desprende as tua mente do abismo onde pretendem deixar-te a balançat...

Solta os dedos da dúvida e do medo... abraça a confiança de que já não mais - nuncva mais SÓ!...

Salta no escuro pois eu já lá passei e aqui estou para te receber e abraçar!...

E se se interpuserem esses néscios que se proclamam senhores deste mundo e deste lugar...
Elevaremos nosso rugir, inflamaremos nosso querer e queimaremos o seu pó ao vento como se pedaços de excrementos que já não podemos mais suportar...

Por isso - salta - é o teu dia - de aprender a ser... a querer... viver... e voar...

Sem comentários: