Música

sexta-feira, fevereiro 07, 2014

A dama do Rio... quem passará sobre o destino frio?



Um dia
Num certo jardim
Esta estrela
Brilhou para mim
Um dia
Em mim a recebi
Um dia
Ela e eu
Fomos um

Agora caminhamos 
no mesmo
passo
neste espaço
escasso
de estar distantes
tão perto
como dantes
Agora
Somos o mesmo abraço
Agora
Quando o tempo chora
E o relâmpago
Rasga aaurora

Somos um no pranto
E um ao celebrar
As pequenas flores garridas
De Primavera investidas
Os ramos que abanam
Entre as águas
Que escoam

E os rios se apagam

Ecos das memórias
Paredes
cristais
serenas luze
reflexos de águas
que cruazam
e se espalaham
espelhandpo a vida
de forma escassa....
enquanto espara
o seu regresso
o retorno a casa...


Sem comentários: