Música

sábado, novembro 07, 2015

o lume o lúmen o brio e frio a deriva e a chegada e @ cendendo... assim se VENDO - sem ter de ser ACHADA... sempre por @ dentro mais não desencontradas as nossas vivas vias e as nossas linhas de novo entrelaçadas....

Vir@ "estebelecer" - @ ess'e@mbelezar - poemas e vida... @ reunir... em vez d'@s deixar: @vagar..

 @sim... tanto tant@s... vagando.. viv'@ escora que se sabe e sente... quando... da vida se senete a demora de cor e coragem.... deess'@ brio...  ind'@ send'@usente...

 qual em viv'@ nav'e amiga - qual um algo que nos acompanhe que pareça qual peso e se prenda em ilusão que nos ampar@ ess'@ em verdadeira - devoção...


assim se atenda... qual iluminando uma noite de brio de frio um caminho por entre estes esses - ... tant@'s! quais seres quais as opções.. que da via entre as veredas assim percurso sempre... vai vered@ @for@...ora @ vemos... or@... procuramos ... outr'as por @ simples ser...  @ssim... simples! @ trovamos!...






Sem comentários: