Música

segunda-feira, setembro 06, 2010

Our People

Por entre os arvoredos antigos, nas fragas profundas…




Seguindo os cursos de água que lavram as montanhas, voando entre pedras antergas…


Erguem-se as vozes do passado, abafadas baixo blocos de granito talhado,


pela bota do soldado,

pela marcha da legião,





Matemática intratável das fileiras de orcos fustigando a terra sem razão;




Maltratando as florestas e vales, cravando arrogantes bandeiras nos topos dos montes que nos guardam,





destruindo como seres esfaimados as pedras que outrora lhes deram abrigo…




Falo da brisa que nos sussurra, falo das águas que nos embalam, falo das rochas que nos sustentam, do céu e estrelas que nos amparam…




Falo das correntes que fluem livres, falo das jovens que cantam sem medo, falo dos homens que olham nos olhos e falo daqueles que nunca temeram…




Falo dos ecos das casas redondas, falo das pedras lavradas a fogo, falo de vidas que se esqueceram, falo daqueles que não se recordam…



Falo dos risos entre a floresta, falo de erva fresca sob pés descalços, falo da devoção por tudo o que vive, aprendendo com a voz dos Carvalhos…








Falo da alma perdida, da serenidade no dia sem relógio, do fluir da vida em tempo ameno...

Nós - os povos livres…

Lembrem…

Sem comentários: