Música

quinta-feira, maio 27, 2010

Caminante no hay camino... se hace camino al andar



CAMINANTE NO HAY CAMINO...

...sabes, hoje falei sobre paixão com uma funcionária da escola - muito simpática ela...

falava sobre sentir-se apaixonado;

ela dizia – “não é fácil, nos tempos que correm, com o passar dos anos...”

essas coisas “giras” que os "adultos" costumam segredar pelos cantos da casa de quando em vez e que as crianças apanham de vez em quando
(depois ninguém entende porque é que as crianças, quando chegam a jovens, não querem ser adultos, enfim…)

eu lá lhe perguntava - então, à quanto tempo está apaixonada?

ela lá vai dizendo - estou casada faz...

“Sim, compreendo isso, mas – lembra há quanto tempo se apaixonou?

Ela olha para mim, aparentemente sem compreender (ainda que o meu “dedo mindinho” diz-me que uma luz se vai acendendo no fundo do túnel, uma luz que – habitualmente – incomoda muita gente)

“não, não falo do contrato social - isso foi você que escolheu!”

ela agora olha para mim, entre curiosa e perplexa,

“eu falo daquilo que A ESCOLHEU A VOCÊ!”

Ela permanece com a cara de quem não compreende e com o olhar de quem sabe bem do que se fala…

“veja - o contrato social é quando combina sair ao mesmo tempo de casa, chegar a horas, pagar as contas juntos, programar crianças para vir ao mundo em x época…”

O seu olhar “vê para dentro”, revivendo todos esses “detalhes” re-conhecidos da vida da maioria da “gente graúda”…

“o estar apaixonado escolheu-a a você!”. Talvez seja a única força no mundo que não controla, talvez exista uma razão maior do que a razão para que isso aconteça ;)

é claro que, quando lhe perguntei à quanto tempo estava apaixonada não se lembrava…

Lembrava a data do casamento, os compromissos sociais.
Tinha presentes as pedras do caminho e a linha traçada no mapa ao caminhar, ainda que não lembrava as florestas e os rios nem a causa pela que iniciara a caminhada…

assim, é complicado explicar o que é o amor...

...SE HACE CAMINO AL ANDAR!

Como diria um sábio Gaulês:

estes humanos são doidos!

Sem comentários: