Música

quarta-feira, março 07, 2007

Contra Hitler…



Para além dos demónios e demonizados da história, está a consciência de que os vencidos são vestidos com cornos e rabo pelos vencedores que libertam de tiranias imaginárias…

Desde um núcleo esmagado pela gravidade, hélio e hidrogénio expandem luz para dar vida… no coração da estrela palpita, no entanto, o seu némesis… o buraco negro…

No centro da galáxia espiral da existência, fluindo desde o núcleo de luz, a força centrífuga da nossa criação assume-se matéria… no ventre da Mãe a consciência vagueia na forma.

Alguém apagou o registo… um patriarca pensou… pensou de mais… e quis guiar as crianças sol apenas de sua mão…

Mas as crianças sol – sem o cuidado e amor materno – foram tecendo casulos de teia. E as sombras envolveram o seu olhar luminoso, a culpa toldou a sua inocência, o beijo gratuito fez-se distância e a paixão acesa fez-se reserva.

Contra aqueles que defendem os grilhões nada tenho – são crianças Sol que se vestiram de negro em casulos de teias-sombra.

Mas – a minha batalha é contra as suas escolhas quando impostas e as suas ideias quando repetidas como “A” verdade em vez de uma verdade a meias.

Uma guerra travada cada vez mais perto dos portões do paraíso, pois cada vez mais dentro plantam seus ovos os tecelões das sombras e névoas da alma.

Bem haja aos livres.
Bem haja aos que vivem no coração – esses estão no centro e todo o mundo passa por ali.

Os outros vão e vêem; procuram, pensam, encontram, perdem e seguem a inventar histórias e a fazer história…

2 comentários:

Klatuu o embuçado disse...

A História é lixada!

Micas disse...

"Os outros vão e vêem; procuram, pensam, encontram, perdem e seguem a inventar histórias e a fazer história…" sem qualquer dúvida e só deles reza a História...