Música

terça-feira, maio 16, 2006

Home... one day

(o meu primeiro acorde... um "Dó" que mete dó... mas logo se verá)


São as três da manhã… de um dia intenso.

Ainda neste dia era peregrino, ainda neste dia vestia, sentia, cheirava a peregrinação…

Cheguei, tirei a barba de um mês, visitei pais, colegas de trabalho… reencontrei o mundo de onde partira… só o tempo dirá as mudanças que se passaram cá dentro… mas resulta tão complexo rumar de volta à maré…

Aqui ficam as fotos do dia – já tenho a “Elbereth”, a minha guitarra.
Vim de Espanha, passei por Vigo, vi-a e voltei lá depois para a trazer. Fui a Viana, ter com um amigo que toca num grupo, e já sei os meus primeiros acordes. Logo música sairá dos meus dedos… magias da vida diária…

Já tenho o Principezinhoe e o “Cyrano de Bergerac” do Gerard Depardieu prontos para começar o meu Francês (é a próxima língua do caminho para mim).

Agora falta o Reiki no segundo nível – depois mestria.

Talvez o Tai-chi, voltar ao Kung-Fú, ir a meditação Vipassana mais a frente…

Depois, Índia…

Depois…

Ultreya!! (always further)


(eu e a "Elbereth" em casa do meu amigo músico)

2 comentários:

brida disse...

Bem vindo Caminheiro da vida!!

Sempre disposto a continuar a caminhada, passando por caminhos de todas as cores....

Tai-chi.... é semelhante a Chi cung (eu pratico), posso partilhar que espiritualmente é muito calmante. Recomendo vivamente.

Abraço muito grande!!

Micas disse...

Wellcome home!
Deve ser um bocado complicado [re]tomar a rotina depois de se atingir a nudez da alma...
De qualquer forma, tu tens a sabedoria de quem sabe sempre o caminho a seguir!

Abraço, redondo.