Música

segunda-feira, julho 04, 2016

DESDE 2005 - 2-7 NON NOVE - assim- vma tina e a ovtra diz qve non - "xove"



a  s
sim
e s
m e m
 ais 






e a linha essa fina linha

qve sendo-o
assim
tão esgvia
tão parecida

a
  qval
     nv
ma
 f ol
ha


vista
    em
    ver
       so


nem de frente

nem
e m
    s e v
     s e r
t
 r
  @
     '
       n
           s
           v
 e  r  s   o
   e
sendo assim
q
   v
    @
      l I
    l v
m
I
  n
   @
 e
 b
   em
 sendo a ilvminar
 folha qve
também
       n
        ave
         g
           as  n
             o f
               l
              vIr
da vid@'
s e m
sede
t
  e
    r

ne
ter
de s e
deter
m  i n a r
nesse
o sev c v r s o
o sev r v m o

em n o m e
e  n  a  sv
m
v l a
assim
sem
ser

o s e v
 -
e s
s e
   n
       c
  I
    a
l e r
   r
e
 @
' l


assim a nervvra

 b em a
d escrever
@h
 q
validade!
  da v ia
do ser
dess@
  h
    v
m
an
     I
d
     a
de
desse ser
 em ver
    da
     de
de s s e s
     e r q
        v e   sendo-o ainda poderá  almejar  amais
ao  ser em centro
 aos sevs igvais
 a d  j v vando
 ora
es
mor
e
cen
do ao ro
do  p     I ar



 entre
 ares
non mais
sabIdos
 e
ent r'os
         mais

simples...
rodopios...
dessas...
avgoas...
qve
também
nos soam


qve bem nos ilvminam
qve nos d o a m
 assim
@'O sa
b
  e
     r 
o sa bor
da
vida!...


e sendo as s i m
a se
 d
e s p o
 j a r
  des
   des
      s
    a
a
  a
   r
 v
ore d
a vid
  a

ínteg r a
e s e
  p a r

s e n d
o 
a p a
r
e
c
  I d a
  n a s
som
  b
r@'s
    d e

ovtr  a s
'@ r
    vo
        r
          e
             s

altas!


bem
e voga e pas
 s @
e  traz a paz

 desse   sabe
                 r
 ver e sentir o s
                     e
                  v

d
 o m
 a o s e
 a
b r
i r e m
  a s o
         n
das


e    m
d  e -
re d o r
           as
 sim
sendo
qvais
as óvalas
qvas e
feIt@ s

perfeI
t as as
  n
   as sv
      a
  s m
    ais
cên
t  r
 I c
a s e s
f
 eridades

ef
éme
r @ s


 e
non
     a s
   sim
se n d o
a o s s s e
   v  s
p
 @'
  r e s


pois a ti sendo

já  che g a m
a o s e as
Imaginar
em
e
  s
    e
      n
    d
o -o p o r dentro te eleva
nessas as dvassvas  tvas

minhas
e
nossas
e
nas svas
e
nas vossas








em ti e em mim ao  par ao aparecerem os primeiros lampejos desse  vniverso na noite velado apenas para ti  sendo qval labirinto consagrado e ao despertares... com o nome em lábios...  com a imagem de ovtro ser...  nesse ser tido.. lado a lado..
 assim qval "vm" ... sendo -o  nvma... dança... qve se  estende...  ai e aonde ainda a sva consciência  mais além paz e ciência - desse se aproc«ximar - te  savda qval a folha mvda aolongo do ano ao pasar a  flvir a rodar qvala folha  láminaafiada em branco para a pena a plvma o tema d atva vida a descrecreverem - ao ser bem descrita asim nessa pena qve  voga nesse ar nesse evento e nonmais exita e sim! sim EXISTE! e bem a vês qvandoa sim em  pleno ser bem  sendo te abrite -  o seio   assim o coraçºaoa sim mais bela e   mais s vblime  - canção - melodia sendo a aparecer  entria  magia d anoite e os ev a alvorecer

Sem comentários: